Château de Fontainebleau: residência de reis por sete séculos, o castelo abriga uma vasta história da arte e arquitetura francesa

/, Roteiros/Château de Fontainebleau: residência de reis por sete séculos, o castelo abriga uma vasta história da arte e arquitetura francesa

Château de Fontainebleau: residência de reis por sete séculos, o castelo abriga uma vasta história da arte e arquitetura francesa

“O verdadeiro lar dos reis, a casa dos séculos”. Foi assim que, em agosto de 1816, Napoleão Bonaparte definiu o Château de Fontainebleau. Àquela altura, o castelo vivia o seu auge e era símbolo do poder da monarquia francesa. Fontainebleau é o único castelo real e imperial habitado continuamente durante sete séculos. Uma verdadeira história da arte e da arquitetura francesa que você precisa conhecer.

Construído em 1137, Fontainebleau já foi monastério e forte antes de se tornar um imponente castelo com mais de 1500 quartos em uma área de 130 hectares repleta de parques e jardins. Cada dinastia que passou por lá deixou sua marca, como os Capétiens, os Valois, os Bourbons, os Bonaparte e os Orléans. Tudo isso é perceptível na decoração ao longo das áreas do castelo.

Em Fontainebleau viveram Henri IV, Catherine de Médicis, Louis XIII, Louis XIV, Louis XVI, Marie Antoinette e Napoleão Bonaparte. No castelo foram festejados casamentos entre membros das famílias reais europeias, assinados tratados de paz entre a França e a Inglaterra e tratados fixando as fronteiras entre a Áustria e o Reino da Itália. Além disso, foi no castelo que Napoleão assinou a sua abdicação ao trono, através do Tratado de Fontainebleau e partiu para o exílio na ilha de Alba, no Mar Mediterrâneo, em 11 de abril 1814. Muita história em seus interiores.

O primeiro a realizar uma reforma significativa no castelo foi Francisco I em 1528. O Rei, que passava boa parte dos seus dias no local, resolveu reformar o castelo com uma inspiração renascentista italiana. Com isso, se introduziu na França o movimento conhecido por ‘maneirismo italiano’, seja decoração de interiores ou nos jardins. O maneirismo francês na decoração de interiores do século 16 é conhecido como “Escola Fontainebleau”, que combina escultura, trabalhos em metal e madeira, pintura e estuque, um tipo de argamassa feita a partir da mistura de gesso, cal, areia e água.

Outras reformas também foram realizadas por Henrique II e Catarina de Médici, que contrataram os arquitetos Philibert Delorme e Jean Bullant. Já o Rei Henrique IV adicionou o pátio que carrega o seu nome, e ainda o Cour des Princes, com a adjacente Galeria de Diane de Poitiers e a Galeria des Cerfs, usada como biblioteca. Henrique IV também foi responsável pela criação do parque. Para isso, desmatou parte da Floresta de Fontainebleu entre 1606 e 1609 e ordenou a plantação de pinheiros, olmeiros e árvores frutíferas.

Durante a Revolução Francesa o palácio entrou em decadência e boa parte do seu mobiliário original foi vendida. Porém, quando o Imperador Napoleão Bonaparte assumiu o poder, ele começou a transformar o Castelo de Fontainebleau num símbolo da sua grandeza. Durante o império, ele se instalou no Castelo com Josephine, e depois desta, que não podia lhe dar filhos, casou-se com Marie-Louise, que também se instalou lá até o seu exílio.

Visitar o castelo e ver suas dependências decoradas já é por si só uma viagem no tempo. Além disso, o Château oferece ao visitante quatro coleções em seus interiores. O Museu Chinês da Imperatriz, construído sob as ordens de Eugenie em 1863, apresenta coleções do Extremo Oriente recolhidas pela imperatriz. São móveis e objetos saqueados durante a ocupação de Pequim pelos franceses. Já o Museu de Napoleão I, constituído em 1986, estão expostas lembranças históricas dele e de sua família, enquanto durou o seu reinado (1804-1815). Além disso, é possível visitar a Galeria de Pinturas, que traz um conjunto de telas do século 17 expostas desde 1995 em uma série de salas. Por fim, a Galeria dos Mobiliários, inaugurada em 2009, é uma seleção de obras dos séculos XVIII ao XX.

Classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1981, o Château de Fontainebleau fica na cidade de mesmo nome, a cerca de 50km de Paris. Quer visitar a cidade e o château? Vamos comigo! A Paris Tour BR possui pacotes exclusivos para que você conheça esse e outros destinos incríveis na França de forma personalizada. Entre em contato conosco pelo WhatsApp: +33615287367.

 

 

Veja mais imagens do Château de Fontainebleau:

 

Deixar Um Comentário